Isabel  Ribeiro
Covilhã, Portugal, 1976. Vive e trabalha entre Porto e Lisboa.

Isabel Ribeiro tem desenvolvido trabalhos em pintura, desenho, escultura e vídeo que representam situações e espaços. Na construção de imagens, apropria-se de referências do imaginário literário ocidental ou de sinaléticas do quotidiano. 

Os trabalhos da artista, que começou a expor em 2001, são percorridos por diversas inquietações geradas na modernidade e que têm a ver com um fracasso do indivíduo com o que o rodeia: a crise individual, a crise colectiva, o conflito entre o individual e o social, as transformações do espaço, as forças de mudança, a solidão da luta, o contínuo falhanço dos movimentos de mudança, os dilemas e a longevidade da comunidade, a depressão, o desemprego, a solidão, o tédio.

Um procedimento comum em muitas das suas pinturas é a produção de ligeiras alterações, de deslocamentos, de reenquadramentos, de substituição ou anulação de elementos da imagem de referência. São imagens nas quais a artista representa lugares de fuga que falam desse fracasso. Outros trabalhos, auto-biográficos, são distorcidos apenas pela contingência da técnica, como as Paisagens nocturnas, que sofreram uma passagem da fotografia para a pintura e representam directamente o real. 

O nome da artista está também ligado à criação do Salão Olímpico e do Projecto Apêndice, dois dos espaços geridos pelos próprios artistas que surgiram no Porto, nos últimos anos.

Exposições Individuais (selecção)
2017
Saturnidade, Espaço MIRA, Porto, Portugal.
2016
Orange, Rosalux, Berlim, Alemanha.
2015
Funócio, Paços da Cultura, S. João da Madeira, Portugal.
2014
Castigo, Laboratório das Artes, Guimarães, Portugal.
fracciente, Quadrado Azul, Porto, Portugal.
2011
Sublinhado, Museu de Arte e Arqueologia de Viana do Castelo, Portugal.
2010
Truir, Galeria Reflexus, Arte Contemporânea, Porto, Portugal.
2009
Debaixo de cinza, Caroline Pagés Gallery, Lisboa, Portugal.
Sucedior, Galeria Reflexus, Arte Contemporânea, Porto, Portugal.
2007
Período de máximo, Galeria Reflexus, Arte Contemporânea, Porto, Portugal.
2006
Desligado, Projecto Apêndice, Porto, Portugal.
Exposições Colectivas (selecção)
2018
Intersticial: Diálogos no espaço entre acontecimentos, Núcleo de Arte da Oliva, São João da Madeira, Portugal.
Uma Loja, Cinco Casas e uma Escola, Colégio das Artes, Coimbra, Portugal.
2017
Que farei eu com esta espada?, Zaratan - Arte Contemporânea, Lisboa, Portugal.
2016
Arte & Negócios, Associação Industrial Portuguesa, Lisboa, Portugal.
2015
matadouro n*5, Museu Bernardo, Caldas da Rainha, Portugal.
All Rights Reserved – Coisas do Mundo na Coleção Norlinda e José Lima na Oliva, Oliva Creative Factory, S.João da Madeira, Portugal.
Viagem ao Princípio do Mundo, Fórum da Maia, Maia, Portugal.
Laboratório das Artes 10 anos – Território de Trabalho, Centro Cultural Vila Flor, Guimarães, Portugal.
Atlas Secreto III, Igreja de São Vicente, Évora, Portugal.
2014
Atlas Secreto - Porto, Espaço MIRA, Porto.
40 Anos do 25 de Abril, Casa Oficina António Carneiro, Porto, Portugal.
2013
PROYECTOR, Espaço Malmo, Madrid, Espanha.
Casa Ocupada, Casa da Cerca, Almada, Portugal.
War(m) Up, Casa Bernardo, Caldas da Rainha, Portugal.
2012
Au delà des mots, Résidence André de Gouveia, Paris, França.
Para além das palavras, Espaço Campanhã, Porto, Portugal.
formas e forças, Galeria Quadrado Azul, Porto, Portugal.
Aproximações à profundidade, Sala do Veado, Lisboa, Portugal.
Cinco Séculos de Desenho na Colecção da FBAUP, Museu Nacional Soares dos Reis, Porto, Portugal.
2011
IMAN, Casa das Artes, Vila Nova de Famalicão, Portugal.
2010
Mono, CAPC, Coimbra, Portugal.
Tough Love, Plataforma Revólver, Lisboa, Portugal.
Small is beautiful, Caroline Pagés gallery, Lisboa, Portugal.
If I can't dance, I don't want to be part of your revolution, Plataforma Revólver, Lisboa, Portugal.
Museu s.m., Museu Machado de Castro, Coimbra, Portugal.
2009
Opções & futuros #4, Fundação PLMJ, Lisboa, Portugal.
Entroncamento, Espaço Avenida 211, Lisboa, Portugal.
Está a morrer e não quer ver, Espaço Campanhã, Porto, Portugal.
Desenho em-volto, Espaço Avenida 211, Lisboa, Portugal.
2008
In Formal, Museu Martins Sarmento, Guimarães, Portugal.
A river ain’t too much to love – (Part-ilha), Spike Island, Bristol, Reino Unido.
Na, mi van?, SZAF, Mücsarnok Kunsthalle, Budapeste, Hungria.
JCE, Galerie im Traklhaus, Salzburgo, Áustria.
JCE, Klaipeda Exhibition Hall, Klaipeda, Lituánia.
2007
JCE, New Talents in the European Art Scene, Théâtre de Montrouge, Montrouge, França.
Antimonumentos, Galeria António Henriques, Viseu, Portugal.
Colectiva, Galeria Reflexus Arte Contemporânea, Porto, Portugal.
25 Frames por Segundo, Cinema São Jorge, Lisboa, Portugal.
Decrescente Fértil, Plataforma Revólver, Lisboa, Portugal.
2006
Busca Pólos, Pavilhão de Portugal, Coimbra, Portugal.
Busca Pólos, Centro Cultural Vila Flor, Guimarães, Portugal.
FIAV 0.5, Pêssego prá Semana, Porto, Portugal.
Bienal de Chaves, Chaves, Portugal.
Colecções
Fundação PLMJ, Portugal.
Fundação Idílio Pinho, Portugal.
Colecção do Município de Chaves, Portugal.
Colecção do Município de Pinhel, Portugal.
em cada excesso há um cadáver, 2012. Óleo sobre tela. 80 x 80 cm 
Balança I, 2012. Tinta da china sobre parede. Dimensões variáveis 
templo prostilo, 2012. Grafite sobre papel. 23 x 40,50 cm 
Balança II, 2012. Tinta da china sobre parede. Dimensões variáveis 
Íman, 2011. Óleo sobre tela sobre madeira. 37 x 37 cm 
um nível abaixo – PDR, 2011. Óleo sobre tela sobre madeira. 18 x 30 cm 
Encaixe, 2010. Óleo sobre tela sobre madeira. 30 x 42 cm 
Av. rodrigues de freitas, 2010. Óleo sobre tela. 22 x 25 cm 
Hidratar, 2010. Óleo sobre tela. 21 x 23 cm 
If i can't fly, i don't want to, 2010. Tinta da china sobre parede. Dimensões variáveis. Créditos da imagem: Vera Marmelo 
Buraco, 2010. Grafite sobre papel. 95 x 75 cm 
If i can't fly, i don't want to, 2009. Óleo sobre tela sobre madeira. 42 x 30 cm 
Três anos e tal depois, (70 objectos), 2009. Ferro fundido. Dimensões variáveis 
Borodine's, 2007. Óleo sobre tela. 150 x 150 cm. Créditos da imagem: Blues Photography Studio 
Alterne, 2007. Óleo sobre tela. 23 x 34 cm 
Tendão I, 2007. Óleo sobre tela. 20 x 25 cm 
Clayton, 2007. Óleo sobre tela. 40 x 60 cm 
Piotr (Kropotkin) Motel, 2007. Óleo sobre tela. 150 x 200 cm 
Nervo, (still), 2003. MiniDV PAL tranferido para DVD, cor, com som estéreo. 55'34" (loop)